Notícias

Pré-candidato a prefeito de Iúna, Ater Rodrigues Florindo apresenta suas propostas

por PSDC em Notícias


COMPARTILHE

Pré-candidato a prefeito de Iúna, Ater Rodrigues Florindo apresenta suas propostas

O AQUINOTICIAS.COM dá sequência à série de entrevistas com os pré-candidatos a prefeitos do Sul do Espírito Santo. Essa é uma oportunidade que o maior portal de notícias da região está dando para os que pretendem disputar as eleições 2020 apresentem suas ideias e propostas aos eleitores.

O entrevistado da vez é Ater Rodrigues Florindo (Democracia Cristã), advogado, professor aposentado e cafeicultor. Nascido na zona rural de Iúna, Ater tem vasta experiência na vida pública. Foi três vezes vereador pelo município nos anos 70/80 e também vice-prefeito de José Augusto de Oliveira, o popular Zé Ventura.

Confira a entrevista!

AQUI NOTÍCIAS- Que razões levaram o senhor a colocar seu nome à disposição para disputar a prefeitura depois de tantos anos?

Quanto à minha pré-candidatura a prefeito de Iúna, devo esclarecer que tem 38 anos que não participo de política como candidato e não tinha intenção nenhuma de voltar novamente, mas como atualmente estou aposentado e exercendo a profissão de advogado de uma forma menos intensa, cuidando mais de minhas lavouras cafeeiras, e incentivado por muitos amigos a aceitar essa missão, eu tenho pensado muito nessa possibilidade, já que tem 50 anos que nossa querida terra não elege um prefeito aqui da cidade, de verdade, para dirigir os seu destino. Por isso que meu slogan de campanha será CORAÇÃO E ALMA IUNENSE.

AN – O senhor saiu do MDB e agora está no Democracia Cristã. O que o levou a essa troca de partido?

Os prefeitos que administraram no nosso município nos últimos anos têm errado muito pela incompetência e falta de habilidade política. Uns cometeram crimes de improbidade administrativa, estão respondendo a processos, mas ainda não foram punidos na forma da lei, como deve ser. Quem me conhece sabe que eu fui combatente fervoroso da ditadura militar que se iniciou em 1º de abril de 1964 e terminou em 1982. Eu fui um dos principais fundadores do Movimento Democrático Brasileiro (MDB) em nosso município.

Mas eu não tive outra alternativa senão me desligar do MDB, porque o partido virou um aglomerado de políticos desonestos e se juntou a outros partidos políticos e formaram uma grande quadrilha para saquear o Brasil, como fizeram, quase todos estão processados. Outros presos, inclusive seus maiores líderes João Cunha e Michel Temer.

Saí investigando para encontrar um partido político que não tivesse ladrões e nem presos e portadores de tornozeleira eletrônica, que está na moda hoje. Então me filiei à Democracia Cristã , uma agremiação política que para pertencer aos seus quadros precisa ser pessoa de vida limpa, ser Cristão e defender a democracia.

AN-Se o seu nome for homologado pela convenção do seu partido, quais as principais propostas que levará ao eleitor?

Se meu nome for homologado na convenção, vou defender uma política de dar uma assistência maior ao povo do meio rural, na manutenção das estradas e pontes e limpeza de carreadores nas lavouras cafeeiras, porque os cafeicultores são o esteio de nossa arrecadação. Aliás eu vou me reunir com as comunidades na zona rural e incentivá-los a guiarem toda a produção agrícola em nome de nosso município, porque essa é nossa maior renda, seguida pela participação de nossos honrados comerciantes e, aquele proprietário que guiar o café em nome de Iúna, vai receber uma compensação em fertilizantes para a sua lavoura. Isso ainda está em estudo para ver a viabilidade econômica e a sua possibilidade jurídica.

Saúde e educação são prioridades em qualquer governo, mas eu detesto ver as pessoas mal atendidas em um posto de saúde ou no hospital por falta de médicos e remédios, então eu vou priorizar mais a saúde de nosso povo, já que, o setor educacional, apesar de estar muito aquém de que nossos estudantes e professores precisam, está em situação menos crítica do que a saúde. Eu penso também que os nossos professores são muito mal remunerados, ganham muito menos que um vereador e trabalham muito mais. Nós vamos pensar nisso também, porque entendo que toda função pública é importante para a sociedade, mas, inegavelmente, os professores e o policiais prestam um serviço da maior grandeza para a população. O professor é o início de qualquer vida profissional, intelectual e moral.

O povo de nosso Estado e até do Brasil está descobrindo as belezas de Iúna, pela suas paisagens, pelo café de boa qualidade e pela hospitalidade de nosso povo. Também pelas lindas cachoeiras mágicas e límpidas do Caparaó, que estão nos distritos de Pequiá, Príncipe e Rio Claro, por esse motivo incentivarei, com muita ênfase o turismo em nossa região, isso porque também é uma fonte riquezas, empregos e rendas para a nossa gente.

Para a nossa Iúna vou encomendar o projeto urbanístico, com intuito de dar uma roupagem nova e verde para a nossa cidade, que vai intensificar a sua beleza mais ainda.

Vou promover uma reforma administrativa, reduzir o número de secretarias onde for possível, extinguir as subsecretarias e acabar com as diárias gordas que os prefeitos, secretários e assessores recebem para fazer uma simples viagem à Vitória, com motorista e carros por conta do município e isso já vem de longa data e ninguém comenta nada. As diárias de todos os funcionários e secretários terão o mesmo valor, porque todos têm que ser tratados da mesma maneira. O prefeito é o empregado número 1 do povo e mais nada. Também não vou querer diárias para ir a Vitória, bem como vou doar a metade do salário do prefeito às entidades como a Casa de Apoio, que ouço falar que tá querendo fechar, e às obras sociais promovidas pelas igrejas cristãs, porque eu sei que acontece muito aqui em Iúna.

Vou criar o Conselho Fiscal e Administrativo, o Confiai, que será formado por um membro indicado por cada igreja evangélica de nosso município, pela igreja católica, pelas duas veneráveis lojas maçônicas, pelos sindicatos organizados e pela 16ª Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil, que se reunirá com os secretários de cada pasta e com o prefeito, todos os meses, para verificarem todas as notas comprovando a receita e a despesa da Prefeitura no mês anterior. Será a participação efetiva de toda a sociedade na administração Municipal. Isso será desde o primeiro mês de governo. Transparência total. 

AN-Qual será o maior desafio para o próximo gestor, no seu ponto de vista?

O maior desafio do próximo gestor público será construir condições para aumentar a receita e diminuir as despesas e isso nós faremos conforme já explicado, pois, do que se arrecada, quase nada sobra para investimentos..

AN-Qual o perfil ideal do vice para compor sua chapa?

Dr. Elias Amaral, que é meu amigo desde a nossa adolescência, um honrado médico dedicado as causas públicas, principalmente aos mais  necessitados, que aceitou a ser meu pré-candidato a vice-prefeito.

AN– Como você vê a sua cidade, atualmente?

Ocorre que o nosso município é muito dependente da monocultura do café, por essa razão eu pretendo percorrer os grandes centros industriais de Brasil, principalmente Belo Horizonte, São Paulo e Rio de Janeiro em busca de indústrias que queiram instalar fábricas em nosso município, para gerar emprego e renda para nossos jovens que, por falta de oportunidades, vão procurar uma forma de vida em outras cidades. Para tanto, o município vai oferecer o terreno para a instalação das fábricas e isenção fiscal por um prazo de 20 ou 25 anos, dependendo da negociação.

AN-Se eleito, como vai lidar com o Poder Legislativo?

Se for da vontade de DEUS que seja eleito, vou procurar dialogar de forma cordial e honesta com o poder legislativo municipal, porque os vereadores são uma peça fundamental no sistema político brasileiro. Tem que haver harmonia entre os dois poderes, sem corrupção ou conchavos. Agora eu acho que um vereador recebendo três salários mínimos por mês, com todo respeito está muito bem remunerado, e o município não suporta mais pagar quase cinco salários e está pagando. Tem que reduzir e, por essa razão é que o meu partido DEMOCRATA CRISTÃO, está lançando 15 candidatos a vereadores e vereadoras que aceitaram trabalhar até de graça a para o município, mas como isso não é permitido em lei, e caso seja eleita a maioria na nossa Câmara Municipal com os nossos candidatos, eles vão trabalhar atuando para aprovar uma lei que vai fixar a remuneração dos vereadores em três salários mínimos, mas, repito , o povo precisa votar nos vereadores do meu partido para fazermos as modificações que o povo quer.

Vale informar que todos os candidatos do DEMOCRATA CRISTÃO já assinaram uma declaração que, caso eleitos, vão trabalhar nesse sentido e ainda mais, acabar com todas as mordomias que desfrutam os atuais vereadores e assessores, como telefone celular pago, excesso de assessores, altas diárias para viajarem e outras que serão descobertas quando tomar posse os novos vereadores eleitos com pensamento voltado para trabalhar para o município.

AN-O senhor acha que mudou o jeito de fazer política ?

Eu acho que mudou muito o jeito de fazer política, pois atualmente só funciona na base do clientelismo. Os candidatos oferecem dinheiro para comprar os votos dos eleitores mais pobres ou mais sem personalidade e depois querem ganhar muito para, algumas vezes, pegarem em dobro o que gastaram, tudo na conta do município. Antigamente tinha muito menos corruptos e isso tem que acabar.

Aqui em Iúna tem um candidato a vereador que o povo precisa prestar atenção nele, está aqui comprando votos e afirma taxativamente, que não está gastando com a política, mas está investindo bem o seu dinheiro, porque depois de eleito pega tudo de volta em muitas vezes mais. Na eleição passada ele foi derrotado por poucos votos, mas como ele vive de política e recebe sem trabalhar, voltou com a força total. Acorda povo iunense.

Não há comentários até o momento

Faça seu comentário

Destaques

Nossos Líderes

  • Erik Barros

    Presidente Estadual do PSDC - Jovem do estado de Sergipe

  • Leuroy de Camargo Campos Silva

    Presidente PSDC Jovem - Paraná

  • Talita Eymael Latães

    Presidente do PSDC Jovem - São Paulo

Nossos Deputados

  • Elizeu Nascimento

    Deputado Estadual do Mato Grosso
    Eleições 2018: Eleito

  • Zé Carapô

    Deputado Estadual de Goiás
    Eleições 2018 : Eleito

  • Ullysses Moraes

    Deputado Estadual do Mato Grosso
    Eleições 2018: Eleito

  • João Peixoto

    Deputado Estadual do Rio de Janeiro.
    Eleições 2018: Reeleito.

  • Marcelo Cabeleireir

    Deputado Estadual do Rio de Janeiro
    Eleições 2018: Eleito

  • Rafael Gouvei

    Deputado Estadual de Goiás
    Eleições 2018: Eleito

  • Jory Oeiras

    Deputado Estadual do Amapá
    Eleições 2018: Eleito